Tumulto em festival religioso em Israel deixa mortos

Um tumulto em um festival religioso em Israel deixou mortos nesta sexta-feira (30) (horário local), informaram veículos de mídia israelenses. Jornais do país como o “Haaretz” e o “The Times of Israel”, citando fontes médicas oficiais, falam de 38 a 40 vítimas. Mais de 100 se feriram.

Por volta de  100 mil pessoas participavam da celebração Lag B’Omer — a maioria, judeus da linha ortodoxa — no maior evento desde o controle da pandemia do coronavírus em Israel . As primeiras informações diziam que uma arquibancada de metal desabou, mas órgãos de saúde israelenses informaram que as vítimas morreram pisoteadas posteriormente um tumulto.

Nas redes sociais, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu lamentou a tragédia, que classificou como um “pesado desastre”.
“Estamos todos orando pelas vítimas”, disse o premiê.

Festival judeu

O Lag B’Omer é um feriado em homenagem ao rabino Simon Bar Yochai, um religioso do século II cujas sobras mortais estão enterrados no Monte Meron. Segundo o portal “The Times of Israel”, mais de 100 mil compareceram ao evento.

Esse evento marca o início da retomada das grandes celebrações religiosas ou não em Israel, país que conseguiu controlar a Covid-19 com um rápido esquema de vacinação em massa. Quase todas as atividades retornaram à normalidade pré-pandemia.