A troca da guarda no Castelo de Windsor, uma das residências oficiais da rainha Elizabeth II, voltou a ocorrer nesta quinta-feira (22) depois de mais de um ano suspensas por conta da pandemia.

A tradicional cerimônia costuma atrair muitos turistas no Reino Unido e havia sido suspensa por tempo indeterminado, ainda em março do ano passado, para evitar aglomerações.

O término das medidas não vale para os outros países da Grã-Bretanha e da Ilha da Irlanda (Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte).

A volta à normalidade no Reino Unido vem acompanhando o fato de o país ter imunizado quase 70% de sua população com as duas doses da vacina contra a Covid-19.

Sobre a troca da guarda
A cerimônia de troca da guarda marca o momento em que os soldados atualmente em serviço, a Velha Guarda, trocam de lugar com a Nova Guarda.
Segundo o Palácio de Buckingham, as tropas conhecidas como Household Troops vêm protegendo os soberanos britânicos e as residências reais desde 1660.
A Guarda da Rainha continuou, durante o último ano, com suas funções e somente a cerimônia pública – com a presença de uma banda marcial – é que foi suspensa.