Trabalho de resgate é retomado no Japão após deslizamentos de terreno

O Japão retomou as operações de resgate de 20 pessoas desaparecidas na manhã deste domingo (4), depois que deslizamentos de terreno provocados por chuvas torrenciais que atingiram a cidade costeira de Atami, na região de Shizuoka, matando pelo menos duas pessoas, disse a filial de notícias Kyodo.

Por volta de  10 pessoas foram resgatadas e por volta de 80 edifícios foram afetados pela avalanche de lama. O primeiro-ministro Yoshihide Suga, que convocou uma força-tarefa de emergência para enfrentar a crise, pediu no sábado que as pessoas nas áreas afetadas permanecessem em alerta.

As equipes de resgate são formadas por 700 pessoas da polícia da província de Shizuoka, bombeiros e militares.
Na área afetada, onde a chuva intermitente continuou, por volta de 387 pessoas foram retiradas na manhã de domingo, disse a filial de notícias.

Chuvas no Japão
Desde o início da semana algumas partes do Japão têm sido atingidas por chuvas fortes. De concordância com especialistas, a lama ficou mais solta com a água e isso aumenta o risco de deslizamentos (e o Japão tem muitas montanhas e vales).

Os deslizamentos acontecem diversas vezes, eventualmente com a velocidade de um carro. A lama arrasta veículos e destrói casas no caminho.