Prédio que desabou parcialmente em Miami e deixou mortos é demolido

O prédio que colapsou parcialmente em Surfside, na região de Miami, nos Estados Unidos, foi demolido completamente na noite deste domingo (4).

A medida foi adotada, antes da provável chegada da tempestade tropical Elsa e depois de um total já confirmado de 24 mortos no desastre e 121 desaparecidos.

A prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, confirmou que foi dada a autorização para que as equipes retomem as buscas por vítimas nos escombros. A explosão controlada foi concluída durante a madrugada desta segunda-feira (5).

Na sequência, os novos destroços foram retirados para que as equipes de resgate pudessem principiar a entrar em partes da garagem subterrânea em busca de bolsões de ar que possam abrigar possíveis sobreviventes.

Na manhã de domingo, a tempestade tropical Elsa estava na costa da Jamaica com ventos de 100 km por hora. Nesta segunda-feira, a tempestade deve transpor Cuba e atingir o oeste da Flórida até terça-feira.

As famílias entendem que o trabalho precisava ser feito, disse a prefeita do condado de Miami Dade, Daniella Levine Cava.
O receio com o resto do complexo fez com que as buscas tivessem sido interrompidas na quinta-feira (depois elas foram retomadas).

Nenhum sobrevivente foi retirado dos escombros desde as primeiras horas depois de o colapso, em 24 de junho.
Não se sabe ainda por que o prédio caiu. Um relatório de 2018 apontava que havia deficiências estruturais. Agora, essas são o foco do interrogatório que está sendo examinado.