Peru volta a autorizar ingresso de voos do Brasil

O Peru autorizou neste sábado (4) a suspensão dos voos do Brasil e da Índia, em vigor há mais de quatro meses, enquanto prorrogou a proibição dos voos da África do Xis, no contextura da emergência sanitária da pandemia de Covid-19, informou o governo.

A medida permanecerá vigente até 19 de setembro, segundo a norma que exclui Brasil e Índia pela primeira vez desde que as autoridades de saúde elaboraram em dezembro uma lista de países com saliente risco de exportar novas variantes do coronavírus.

“Suspende-se até 19 de setembro de 2021, a ingressão em território nacional de estrangeiros não residentes procedentes da República da África do Xis, ou que tenham feito graduação neste lugar nos últimos 14 dias corridos”, diz a regra publicada em cotidiano solene.

O Peru restringiu voos da África do Xis em dezembro, enquanto o Brasil entrou na lista em janeiro e a Índia em maio.

O governo também especificou que para entrar no Peru é preciso estar imunizado com duas doses da vacina contra a Covid-19 ou apresentar um teste molecular negativo feito nas últimas 72 horas.

Com 33 milhões de habitantes, o Peru registrou mais de 2,1 milhões de infecções e mais de 198 mil mortes por covid-19 desde o início da pandemia no país em março de 2020.
Veja mais vídeos