Pentatonix vem ao Brasil e fala dos segredos de uma boa versão acapella

Três Grammys e vários discos de platina não foram suficientes para trazer o Pentatonix ao Brasil antes.

O grupo à capella se formou em 2011 depois de vencer um programa de talentos da TV americana e estourou com versões de música pop e canções natalinas, mas só vai tocar por aqui agora.Kevin Olusola, um dos cinco integrantes, explicou a demora. “Nós estávamos tentando nos firmar primeiro”, afirmou por telefone.

O grupo passou por Curitiba e toca no Rio e São Paulo.No começo dos anos 2010, a música à capella e grandes performances em coro estavam em alta. Ela foi impulsionada por conta de séries como “Glee”, filmes da franquia “Pitch Perfect”.


No palco, Kevin, Mitch Grassi, Scott Hoying, Kirstin Maldonado e Matt Sallee fazem todos os sons das versões com a boca. Olusola se dedica bastante ao beatbox, batidas que dão o ritmo das versões, mas também toca violoncelo.

Pentatonix no Brasil

Rio de Janeiro
Quando: 24 de outubro (quinta-feira)
Onde: Vivo Rio — Avenida Infante Dom Henrique, 85
Ingressos: De R$ 180 a R$ 340 no site

São Paulo
Quando: 26 de outubro (sábado)
Onde: Tom Brasil — Rua Bragança Paulista, 1281
Ingressos esgotados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.