O corpo do homem de 38 anos que estava desaparecido depois de sair de sua residência, na Vila Barão, na manhã do dia 17 de janeiro, foi encontrado na tarde deste sábado (12), em estágio avançado de decomposição.
Segundo o boletim de ocorrência, Rafael Romão Barroso saiu de casa a pé e sem o celular. Desde então, nenhum familiar conseguiu entrar em contato com ele.

Rafael sofria de depressão e tomava remédios controlados por razão da ansiedade, mas nunca demonstrou sinais de agressividade, segundo a mãe informou na época.

De concordância com o registro neste sábado (12), os policiais militares foram chamados ao lugar onde o corpo foi encontrado, na região do bairro Trujillo, perto da Vila Barão.

Um pedreiro que havia sido contratado para limpar o terreno de uma residência sem moradores afirmou à polícia que sentiu forte cheiro vindo da residência, que estava com a porta aberta.

Em seguida, a perícia foi acionada e achou com a vítima um papel com cópia do RG, o que possibilitou identificá-la. A equipe ainda constatou marcas de violência nas costas e na cabeça do homem.
O caso foi registrado no plantão norte de Sorocaba como morte suspeita.