Antes de colocar o rosto nas telinhas, eles foram conhecidos apenas pela voz

Britto Jr

Muito antes de terem seus rostinhos estampados nas telinhas, algumas celebridades iniciaram a carreira nas rádios. Por isso, para celebrar o Dia do Radialista, relembre algumas personalidades da TV brasileira que ficaram famosas apenas usando a voz. Britto Jr, por exemplo, após se formar em Jornalismo, começou a carreira de repórter, em 1979, na Rádio Independência de Caxias. Em 1981 ingressou na RBS TV Caxias do Sul, onde trabalhou durante quatro anos e começou sua jornada na televisão.

Fausto Silva

Perdidos na Noite foi o primeiro sucesso de Fausto Silva nas telinhas. Mas, antes mesmo de mostrar o rosto na TV, o apresentador começou a carreira na extinta Excelsior, em 1983. No ano seguinte, foi convidado por Goulart de Andrade para ir para a televisão.

Lima Duarte

O sucesso de Lima Duarte se deve à voz! Pois é, o ator iniciou a carreira em uma rádio como faz-tudo, e depois foi evoluindo para sonoplasta e, finalmente, a rádio ator. Foi nesse momento, inclusive, que ele adotou o nome artístico de Lima Duarte, por sugestão de sua mãe. Ela era espírita e lhe aconselhou o nome de seu guia.

Laura Cardoso

Com uma carreira invejável nas telinhas, Laura Cardoso nem sempre esteve à frente da TV. Aos 15 anos de idade, a atriz começou a trabalhar em radionovelas, na Rádio Cosmos. Só em 1952 chegou na TV Tupi, com a novela Tribunal do Coração.

Hebe Camargo

Antes de se tornar apresentadora, a falecida Hebe Camargo iniciou a carreira – aos 15 anos de idade – como cantora na rádio Tupi, no programa Clube Papai Noel. Na década de 40, ela, sua irmã e duas primas se uniram ao quarteto Dó-Ré-Mi-Fá na rádio, que durou três anos. Já na Rádio Difusora, no programa Arraial da Curva Torta, em 1944, ela e a irmã Stella Monteiro de Camargo Reis formaram a dupla caipira Rosalinda e Florisbela.

Sérginho Groisman

Nem sempre Sérginho Groisman fez sucesso no Altas Horas. Após se formar em jornalismo, o apresentador engrenou sua carreira na Rádio Bandeirantes e em seguida na Rádio Cultura AM. Na televisão, começou, em 1988, na Gazeta.

Raul Gil

A risada de Raul Gil já era ouvida nos tempos de rádio. O apresentador só conseguiu fazer carreira na televisão graças à Hebe Camargo, que apresentava um programa com diversos concursos, um deles vencidos por Raul. A partir daí, o apresentador conseguiu dar uma guinada rumo ao sucesso.

Célso Portiolli

Célso Portiolli ganhou fama com o Passa ou Repassa no SBT, quando estreou em 1996. Mas, antes disso, o apresentador já fez muito sucesso como radialista. Celso começou a carreira no rádio em 1984, e passou por emissoras do Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Em Ponta Porã, tornou-se líder de audiência e diretor de uma rádio local. A sua popularidade era tanta que, em 1992, com apenas 24 anos de idade, foi eleito vereador no município. 

Silvio Santos

Quem é fã de Silvio Santos sabe que seu patrimônio foi construído às custas de muito suor e trabalho. Ainda adolescente, o apresentador e dono do SBT, foi vendedor ambulante. O potencial de sua voz chamou atenção no Rio de Janeiro, e então foi convidado para fazer um teste na Rádio Guanabara, onde passou em primeiro lugar. Sem render muito dinheiro como radialista, Silvio voltou para as ruas, mas aos 18 anos de idade teve de servir o exército, voltando a trabalhar como locutor em uma rádio de Niterói nos dias de folga, para ter uma renda extra. Aos 20 anos, Silvio conseguiu uma vaga como locutor na Rádio Nacional de São Paulo.

Galvão Bueno

Antes de se tornar narrador esportivo na TV Globo, Galvão Bueno iniciou a carreira, em 1974, na rádio Gazeta, permanecendo até 1977. O sucesso de Galvão lhe rendeu a participação em diversos programas esportivos e, em 1992, foi contratado pela Rede OM. Só no ano seguinte, o narrador ingressou na Globo, onde permanece até hoje.