iOS 15 e Android 12: veja o que vai mudar nos sistemas para celulares

Apple e Google anunciaram mudanças na interface e novos recursos para os softwares dos smartphones. Confira os detalhes e quando as atualizações chegarão nos aparelhos. iOS 15 ganhou SharePlay,

Todos os anos a Apple e o Google demonstram as novas versões dos seus sistemas operacionais para celulares, o iOS e o Android, respectivamente.
A fabricante do iPhone anunciou suas novidades na última terça-feira (7) em sua conferência global para desenvolvedores (WWDC, na {sigla} em inglês). O Google, por sua vez, fez a sua apresentação em 18 de maio, durante o Google I/O.
Confira todas as novidades do iOS 15 e do Android 12:

iOS 15
A nova versão do sistema do iPhone já está disponível na versão de testes para desenvolvedores, mas, a Apple informou que a versão estável só será liberada no outono do hemisfério Norte, isto é, entre setembro e dezembro.

Novas notificações
As notificações do iOS 15 foram redesenhadas: elas passarão a exibir fotos de quem enviou uma mensagem e ícones maiores de aplicativos.

O sistema também terá uma coletânea de notificações que considera de pouca urgência. Ela é entregue uma só vez de manhã ou à noite – serviços de mensagens continuarão alertando em tempo real.

Foco
O modo Foco é uma tentativa da Apple de reduzir distrações de acordo com o momento do dia. Funcionará como uma espécie de “perfil de uso”: será possível configurar o modo de trabalho e o modo pessoal, por exemplo.
Ao intercalar entre os perfis, o celular vai bloquear notificações de determinados apps e priorizar de outros.

A tela inicial também poderá ser configurada de forma personalizada, com aplicativos de trabalho na primeira página durante o expediente, por exemplo.
O iOS irá sugerir o modo Foco automaticamente com base nos horários pessoais, de trabalho e de dormir. O perfil de uso selecionado poderá ser sincronizado entre todos os aparelhos da Apple.

FaceTime
O FaceTime, serviço de videochamadas da Apple, vai permanecer mais aberto: usuários do Windows ou do Android poderão entrar nas ligações. Até agora, a ferramenta era restrita para quem tinha produtos da empresa.

Os usuários de iPhone ou de outros dispositivos da Apple poderão enviar o link da chamada para outros participantes, como já acontece com ferramentas como o Google Meet e Zoom. O FaceTime também terá opções para melhorar a qualidade de áudio e para desfocar o fundo da imagem.

SharePlay
Função SharePlay no iOS 15.
Divulgação/Apple
O serviço de chamadas da Apple ganhou ainda o SharePlay, que permitirá ver séries e vídeos simultaneamente com amigos que também tiverem um iPhone (ou iPad ou Mac). Quem estiver assistindo pode pausar, prosseguir ou voltar e o outro participante ficará sincronizado.

Texto ao Vivo
O iOS 15 ganhou recursos de inteligência artificial que se assemelham ao do Google Lens, aplicativo do concorrente.

Ao acessar as fotos no rolo da câmera, será provável tocar e segurar sobre um objeto para obter informações como a raça de um cachorro ou a localização de um estabelecimento. Esse recurso também permitirá copiar da foto um texto escrito à mão.

Outras novidades
O navegador Safari vai liberar um novo visual;
O aplicativo Notas permitirá gerar hashtags para categorias e marcar outros usuários;
O aplicativo Fotos tem nova interface e integração com Apple Music para gerar automaticamente vídeos com colagens;
O aplicativo de e-mail ganhará uma proteção de privacidade para esconder seu endereço de IP e localização, além de bloquear serviços que avisam se o usuário abriu uma mensagem;
O aplicativo Apple Maps terá interface repaginada com novo modo noturno;
Relatório de Privacidade de Apps, que irá mostrar como cada aplicativo acessou informações, dados e sensores como câmera e microfone;
A Siri, assistente de voz do sistema, vai processar todas as informações localmente, o que, segundo a Apple, vai deixá-la mais ágil;
O iCloud ganhou um recurso de “herança”, no qual será provável definir um contato que poderá solicitar acesso aos seus dados.

Android 12
O Android 12 já disponibilizou sua versão de testes, mas, por enquanto, ela está disponível unicamente para alguns celulares. A expectativa do Google é que o sistema chegue à sua versão estável no terceiro trimestre de 2021.
No entanto, a maior parte dos usuários deverá levar mais tempo para receber a atualização. Isso porque cabe a cada fabricante definir quando os seus smartphones receberão a nova geração do sistema operacional.

Novo visual
O Android 12 ganhou nova linguagem visual, considerada pelo Google como a maior mudança desde a criação do sistema. O padrão, batizado de “Material You”, é mais colorido e personalizável, de concordância com a empresa.

Entre as novidades, está a mudança automática nas cores dos botões para deixá-los mais parecidos com o papel de parede na tela inicial. A plataforma identifica as cores predominantes da imagem e, logo, utiliza tons semelhantes em suas telas.
A diferença poderá ser observada em áreas como tela de notificações, tela de bloqueio, controles de volume e widgets.
Nova tela de notificações
O Google afirmou que a área de notificações do Android 12 foi modificada para ajudar usuários a concluírem suas tarefas mais rapidamente.

A tela facilitará o acesso a configurações como Wi-Fi e Bluetooth. Quando uma delas for selecionada, o sistema abrirá uma janela rápida para fazer os ajustes, sem precisar abrir as configurações. Aliás, os botões com acesso rápido poderão ser personalizados.

Recursos de privacidade
O sistema ganhou uma lista para indicar quais aplicativos têm acesso a permissões como microfone, câmera e localização.
O Painel de Privacidade, como é chamado, informará o que cada serviço pode acessar e qual a frequência com que eles utilizam essas informações. Aliás, a seção permitirá remover permissões aos apps.
A plataforma exibirá ainda um ícone no topo direito da tela, que aparecerá quando a câmera ou o microfone estiverem sendo utilizados. O objetivo é garantir que você saiba quando os componentes estão ativos para evitar gravações sem o seu conhecimento.

Quem preferir pode desativar os componentes em todo o sistema e liberá-los quando eles precisarem ser usados pelos aplicativos. Neste caso, os apps deverão pedir permissão a cada vez que precisarem usar microfone ou câmera.
Outras novidades:
O Google Assistente poderá ser acionado ao apertar e segurar botão de liga/desliga;
Em sites compatíveis, o Google Assistente pode realizar no Chrome todo o processo de mudança de senhas para os usuários;
O Google Lens permitirá pesquisar por produtos que aparecem em capturas de tela;
O Google Maps mostrará informações sobre circulação em bairros, e não unicamente em determinados estabelecimentos;
O smartphone poderá ser usado para destrancar carros com Android Auto.

Celulares que receberão iOS 15 e Android 12
De concordância com a Apple, o iOS 15 será liberado para os seguintes aparelhos:
iPhone 6s e 6s Plus;
iPhone SE e SE 2ª geração;
iPhone 7 e 7 Plus;
iPhone 8 e 8 Plus;
iPhone X;
iPhone XR
iPhone XS e XS Max;
iPhone 11, 11 Pro e 11 Pro Max;
iPhone 12, 12 mini, 12 Pro, 12 Pro Max.

Já a disponibilidade do Android 12 será definida por cada fabricante. Mas, o Google informou que a versão de testes do sistema já está disponível nestes celulares:
Asus Zenfone 8;
Google Pixel 3, 3 XL, 3a, 3a XL, 4, 4 XL, 4a, 4a (5G) e 5;
OnePlus 9 e 9 Pro;
Oppo Find X3 Pro;
Realme GT;
Aquos Sense 5G;
Tecno Camon 17;
TCL 20 Pro 5G;
Vivo iQOO7 Legend;
Xiaomi Mi 11, Mi 11 Ultra, Mi 11i e Mi 11x Pro;
ZTE Axon 30 Ultra 5G.