Funcionário desenvolve sensor para poupar energia elétrica no trabalho, em João Pessoa

Celso Padilha é mestre em Engenharia Elétrica e trabalha na Secretaria de Ciência e Tecnologia. Depois de a ativação do sensor, a conta de energia que chegava a R$ 5 mil teve uma redução de R$ 1.400 no mês de maio. Funcionário desenvolve sensor que ajuda a poupar energia elétrica, em João Pessoa.

Com 52 funcionários usando computadores, ar-condicionado e outros equipamentos eletrônicos diariamente, o consumo mensal de energia na Secretaria de Ciência e Tecnologia de João Pessoa, era de aproximadamente R$ 5 mil. Com a ajuda da tecnologia, Celso Padilha, que é mestre em engenharia elétrica e servidor da Prefeitura, desenvolveu um projeto piloto de automação para controlar a energia e a iluminação da repartição pública, a fim de gerar economia.

Os sensores, que são controlados por meio de um aplicativo no celular, identificam equipamentos que estejam ligados fora do uso, forçando o desligamento. Aliás, foi criada uma rotina de utilização da energia de acordo com os horários de expediente.

O resultado positivo chegou logo no primeiro mês de utilização do sistema de automação, com uma economia de 27% na conta de energia da instituição. A conta do mês de maio teve uma redução de R$ 1.404,18.

“As pessoas deixavam os computadores ligados, as impressoras ligadas, e esses equipamentos que ficam ligados de forma desnecessária durante o período que não existe trabalho, consomem energia”, disse Padilha.

De acordo com o engenheiro, o sistema de automação tem uma conexão entre a Internet e pequenos circuitos elétricos que permitem, por meio da inteligência artificial, gerenciar o funcionamento dos equipamentos. Com os resultados positivos, outros testes serão realizados em uma escola municipal e em uma Unidade Básica de Saúde (UBS).

“Nós apresentamos os resultados ao prefeito Cícero Lucena, que se entusiasmou com a ideia. Na escola, inclusive, funciona como uma ação educativa. As crianças vão aprender e utilizar a ação em casa”, disse Margareth Diniz, secretária de Ciência e Tecnologia de João Pessoa.