Um homem esloveno foi recluso por tomar sete doses de vacinas contra a Covid-19. Para receber cinco delas, o homem foi pago por pessoas que queriam obter o passaporte sanitário, que permite a ingressão em locais restritos e participação em eventos.

“A pessoa em questão recebeu pequenas quantias de quantia de quatro suspeitos, que aproveitaram sua difícil situação social e o pressionaram a cometer este delito, sem se importar com sua saúde”, declarou um porta-voz da polícia, de concordância com o portal lugar “Dnevnik”.

Além do estagnado, as quatro outras pessoas foram denunciadas por terem pagado para que o homem tomasse as vacinas. No país, o delito de falsidade ideológica pode acarretar uma pena de prisão de até três anos.

O homem foi recluso enquanto tentava se vacinar pela oitava vez, usando documentos de outra pessoa.

Ele recebeu as sete vacinas em vários centros médicos do país, duas vezes com sua própria documentação e cinco vezes com a de terceiros. As autoridades ainda não informaram sobre as possíveis consequências para a saúde da inoculação múltipla.

Segundo o site Our World in Data, da Universidade de Oxford, somente 56,8% da população está completamente vacinada na Eslovênia. Por volta de 19% já receberam a dose de reforço.

No totalidade, o país por volta de 2 milhões de habitantes tem mais de 450 mil casos de Covid-19 e mais de 5,5 mil mortes em razão da doença, de concordância com dados da Universidade Johns Hopkins.