Elon Musk investirá até US$ 30 bilhões em internet via satélite da Starlink

O milionário Elon Musk, CEO da empresa espacial SpaceX, calculou nesta terça-feira (29) que investirá até US$ 30 bilhões a longo prazo em seu projeto de internet via satélite, a Starlink.
A empresa de exploração espacial SpaceX está desenvolvendo seu serviço de internet via satélite, dos quais objetivo é fornecer conexão de alta velocidade em regiões remotas do planeta, sem a necessidade infraestruturas terrestres.

A empresa já lançou mais de 1.500 satélites e conta, em uma dúzia de países, com mais de 69.000 usuários ativos do seu serviço de conexão à internet. A cifra que poderia superar os 500.000 usuários “daqui a doze meses”, afirmou Musk.

“A partir do mês de agosto, deveremos ter conectividade no conjunto do planeta, com a exceção dos polos. Vamos nos guiar realmente às regiões muito pouco habitadas”, explicou o empresário de origem sul-africana em uma intervenção on-line no salão mundial de telefonia móvel (MWC), realizado em Barcelona.

Quanto às finanças, ele explicou que “antes de ter uma tesouraria positiva, provavelmente terá que investir pelo menos US$ 5 bilhões, talvez 10 bilhões”.

“E inclusive quando a tesouraria for lucrativa, continuaremos investindo para não ficarmos para trás nas inovações”, disse.
Por isso, o investimento total de longo prazo poderia compreender “entre US$ 20 e 30 bilhões”, avaliou Musk, dos quais grande competidor, o fundador da Amazon, Jeff Bezos, prevê investir 10 bilhões de dólares em seu projeto concorrente de satélites chamado Kuiper.

A SpaceX, que opera a Starlink, pediu permissão às autoridades reguladoras dos Estados Unidos para lançar até 42.000 satélites para fornecer acesso à internet.