Doria responde a Paes e diz que falta de vacinas é ‘incompetência do governo federal’ e que cidade de SP segue regras do PNI


Prefeito do Rio de Janeiro sugeriu em suas redes sociais que governador de SP entregasse CoronaVac ao Rio “sem intermediários” como faz com Prefeitura de SP. O governador de São Paulo, João Doria, respondeu ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), dizendo que a falta de vacinas é “incompetência do governo federal” e que a cidade de São Paulo segue as regras do Plano Nacional de Imunização.

Paes sugeriu em suas redes sociais a entrega direta de CoronaVac “sem intermediários”, como supostamente ocorreria na cidade de São Paulo.

“João Doria, não tem como mandar doses direto da CoronaVac para cá, não? Sem intermediários, como você está fazendo com a Prefeitura de São Paulo?” perguntou o prefeito marcando o governador no Twitter.

Também em sua conta do Twitter, Doria afirmou que mesmo com doses extras faltam vacinas no estado porque Ministério não entregou doses prometidas.

“11.2 milhões de vacinas estocadas e ñ distribuem. Pref. SP segue padrão de td país: Estado recebe doses do PNI e distribui p/ municípios. Aqui compramos doses extras e ainda assim falta, pq ñ recebemos doses prometidas pelo Min. Saúde”, disse.

Paes afirmou nesta quinta-feira que a vacinação por idade no Rio não volta. O prefeito explicou que as doses entregues nesta madrugada pelo Ministério da Saúde são insuficientes para cobrir todos os cariocas de 24 anos.

“Recebemos nessa manhã só 37.962 doses. Para vacinar o grupo de 24 anos, precisamos de 68 mil. Não vamos usar nosso estoque de segunda dose. Com isso, suspenderemos a vacinação da primeira dose de amanhã [quinta]”, postou Paes.

“Só lembrando: o Rio com muitos caso de delta, e o estoque do ministério é 11,2 milhões de doses”, emendou.