A Casa Branca detalhou nesta quarta-feira (24) que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, retirou um adenoma tubular na colonoscopia feita na sexta-feira passada.

Esse adenoma, segundo a nota do governo americano, é um pólipo benigno, que cresce vagarosamente, mas que possivelmente está em um estágio pré-canceroso. Por isso, os médicos recomendam exames de rotina.

Outrossim, segundo a Casa Branca, nenhum outro procedimento médico suplementar relacionado a esse adenoma será necessário neste momento ao presidente, que já tem 79 anos. Mesmo com a idade avançada, a porta-voz do governo disse que Biden pretende disputar a reeleição em 2024.

Adenomas tubulares são crescimentos anormais de células do intestino e, na maioria das vezes, são benignas. No entanto, como podem evoluir para um tumor ou mesmo para um câncer, merecem atenção e acompanhamento médico.

Biden passou por uma colonoscopia de rotina em 19 de novembro, em que ficou anestesiado e, assim, passou temporariamente o cargo para a vice Kamala Harris. Com isso, a democrata se tornou a primeira mulher a assumir provisoriamente o governo dos EUA.

O procedimento foi simples e Biden esteve perfeitamente recuperado no mesmo dia da operação — quando inclusive participou da tradicional cerimônia de perdoar perus antes do Dia de Ação de Graças na Casa Branca.