A equipe de Natália usou as redes oficiais da sister para se posicionar depois da fala sobre escravidão da participante do “BBB22”.

Na segunda-feira (17), dia da estreia do programa, um dos comentários de Natália sobre escravidão repercutiu nas redes sociais. A modelo e designer de unhas de 22 anos afirmou:
“Sou preta. Realmente tem a história que a gente veio e viemos como escravos, sim. Por quê? Porque a gente era eficiente. Por quê? Porque a gente era forte. Por que é que a gente veio como escravo? Porque a gente era bom no que a gente fazia. Por isso, porque talvez se colocasse uma pessoa lá pra fazer aquilo, talvez não conseguiria.”

Depois da repercussão e debates sobre o comentário da sister, os administradores das contas de Natália nas redes sociais publicaram um comunicado com pedido de desculpas. No texto, o grupo afirma que, ao sair, Natália “irá refletir sobre sua trajetória dentro da casa e aprender com seus erros”.
“A Naty é um mulherão que veio de uma origem simples. Precisou trabalhar desde muito cedo, ainda na infância, para correr atrás dos seus objetivos. Assim como é a verdade de muitos brasileiros. Com certeza é um desafio enorme para ela estar na casa mais vigiada do Brasil sem ter obtido tanto suporte. Mas ela tem o brilho no olhar e uma vontade de passar por essa experiência”, começou o texto.
“A sua fala representa o seu ponto de vista, ou seja, de uma mulher que sente na pele o que é viver em uma sociedade com preconceitos, mas que ainda não tem o conhecimento suficiente para falar sobre o seu lugar. Entendemos o impacto do que foi dito e hoje o pedido de desculpas vem dos Adm. Temos certeza que quando ela sair, irá refletir sobre sua trajetória dentro da casa e aprender com seus erros.”
“O ‘BBB’ é também uma oportunidade de debatermos comportamentos e crescer enquanto sociedade. Existem muitas pessoas como a Naty, que ainda precisam aprender mais e estão abertas para isso. Não é obrigação de ninguém ensinar, mas é uma grande lição de empatia apoiar com carinho quem teve que priorizar outras coisas na vida.”