Baixista Thiago Espírito Santo celebra Hermeto Pascoal e revisa obra autoral em dois álbuns simultâneos

Nem bem Thiago Espírito Santo lançou em 4 de maio o álbum Tudo de bom sempre – Celebrating the music of Hermeto Pascoal (2021), gravado pelo baixista com o multi-instrumentista Sandro Haick em 2000, dado como perdido e somente encontrado no término de 2020, o artista já apresenta outro álbum.

Programado para ser lançado na segunda-feira, 17 de maio, o álbum Thiago Espirito Santo’s musical universe revisa a obra autoral desse baixista e compositor que editou o primeiro disco em 2005.

Esse álbum compila onze números extraídos das gravações dos seis shows feitos pelo instrumentista no estúdio neste ano de 2021, todos captados ao vivo. A intenção de Thiago foi revisitar a própria obra nessa série de lives – abrangendo inclusive músicas do ainda inédito álbum L.R. – para mostrar os temas de ontem sob o prisma do músico de hoje.

Selecionado pelo produtor Arnaldo de Souteiro, o repertório do disco Thiago Espirito Santo’s musical universe inclui músicas como Bárbaro, Classe A, Giselle, Juju, Open road, Pé na areia e Sacha. A teoria foi escolher músicas que gerassem disco pautado pela variedade rítmica.