Um alpinista germânico morreu e uma austríaca sofreu múltiplas fraturas depois de serem atingidos por uma avalanche de neve e pedras em Aguja Guillaumet, no cordão de Cerro Fitz Roy, no sul da Argentina, informaram fontes oficiais nesta sexta-feira (7).

A avalanche ocorreu na tarde de quinta-feira (6). Um terceiro escalador, que saiu incólume, conseguiu descer e pedir ajuda.

La Guillaumet (2.574 metros) é uma agulha satélite do Fitz Roy ou Cerro Chaltén (3.405 metros), localizada no campo de gelo sul da Patagônia, ao sul da Serrania dos Andes.
“O homem que morreu é germânico e ela, austríaca, está internada em (…) El Calafate”, disse à AFP uma natividade do Centro Andino de El Chaltén.

A mulher de 28 anos pôde ser resgatada com vida e, depois de uma operação de evacuação de várias horas, foi levada a um posto de saúde em El Chaltén, uma cidade 2.600 km a sudoeste de Buenos Aires, e posteriormente transferida para um grande hospital.

Finalmente, ela foi internada em terapia intensiva no hospital Samic, na cidade de El Calafate (2.750 km a sudoeste).

“Ela teve múltiplas fraturas, nas costelas no tórax e na cervical e um poderoso traumatismo no joelho recta entre as principais lesões, mas ela estava lúcida e sólido”, declarou a médica Carolina Codó à rádio XIS.
O corpo sem vida do alpinista germânico, por sua vez, foi encontrado na sexta-feira(7).