Katy Perry é acusada de assédio por ator de ‘Teenage Dream’

O ator que contracenou com Katy Perry no clipe de “Teenage Dream” falou sobre um possível assédio que sofreu pela cantora na época da gravação.

Josh Kloss fez uma série de posts no domingo (11), um dia após o vídeo completar nove anos no ar.


“Feliz aniversário para um dos trabalhos mais confusos, ultrajantes e depreciadores que já fiz”, escreveu o ator no final do post.


A nova confusão envolvendo Katy acontece pouco depois da justiça americana decidir que ela deveria pagar uma indenização por plagiar “Dark Horse”, no final de julho.


Kloss começou lembrando de como a cantora era legal e gentil no primeiro momento, mas que depois demonstrava frieza quando outras pessoas estavam por perto. “Ela até falou que foi ‘nojento’ ter me beijado no meio do set de filmagens”.
“Eu estava envergonhado, mas continuei dando o melhor de mim, porque minha ex estava ocupada me traindo e eu precisava cuidar da minha filha. Sabia que eu tinha que continuar firme por ela”, lembra.


Kloss também falou do dia em que foi a uma festa e Katy abaixou o moletom e a cueca que ele usava, deixando o pênis à mostra. “Vocês podem imaginar como eu me senti patético e envergonhado?”, escreveu o ator.


Na sequência, ele diz que o objetivo da postagem é mostrar que relacionamentos abusivos nem sempre são liderados por homens. “Nossa cultura está voltada para provar que homens no poder podem ser perversos, mas mulheres com poder são tão nojentas quanto”, afirma.


“Ela se coloca como uma líder incrível, suas músicas são grandes hinos de empoderamento”, continua.
A cantora não falou diretamente sobre o assunto, mas fez um tweet no domingo (11) que mudava o assunto da sua nova música, “Small Talk”. “Todos nós não podemos ser bons e gentis? Por que isso é tão difícil?”.


O ator revelou que ganhou US$ 650 com “Teenage Dream” na época e sua imagem foi usada na turnê mundial e no DVD da cantora, além do clipe. Ele alega que o único do elenco que aparecia era ele.